Diversidade e inclusão são desafios para organização

Jornal O Amarelinho Online | 02/03/2018
Especialista de RH acredita que profissionais devem ser atraídos pelas oportunidades de trilhar carreira.

Mais do que cumprir a Lei de Cotas, é preciso valorizar a diversidade, promover a inclusão social e desenvolver o potencial dos profissionais com deficiência. Essa é a opinião de Luciana Lourenço, superintendente de RH da Biolab Farmacêutica, empresa que reserva oportunidades para este público em diferentes áreas, inclusive para as que exigem maior nível de escolaridade.
Ela admite, no entanto, que alcançar este objetivo é um grande desafio para a empresa. “Trabalhamos intensamente a inclusão e a diversidade como papéis sociais a serem desempenhados por toda a organização”, diz.
Diante deste posicionamento, a companhia tem atraído profissionais com deficiência por conta da oferta de uma tecnologia assistiva customizada de acordo com a necessidade do colaborador e das oportunidades de trilhar uma carreira. “Entendemos que um processo de seleção envolve uma escolha mútua. Por isso, não fazemos distinção entre pessoas. Todas são observadas de acordo com as suas competências e qualificações”, explica Luciana.
Para garantir um ambiente acolhedor, os gestores de área passam por um programa de sensibilização, replicando as informações para os demais funcionários. “Esse envolvimento é fundamental para que haja a inclusão efetiva dos PcDs”, afirma a superintendente de RH.
Esse trabalho de captação e retenção de talentos tem como suporte o fato da própria companhia ser dedicada à inovação e à valorização das pessoas. “Este olhar para a inclusão é parte do nosso negócio", finaliza Luciana.
Os profissionais com deficiência interessados em trabalhar na Biolab Farmacêutica devem enviar o currículo pelo e-mail atracaoeselecao@biolabfarma.com.br
Ver na íntegra
arrow_backward Ver mais matérias
SAC 0800 724 6522
faleconosco@biolabfarma.com.br
Fique conectado